domingo, 8 de março de 2015

Feliz todos os dias Internacional da Mulher.

Família Feitosa Rocha - f/R fotografia

Esposa, Mãe e Mulher.
Somente poucos homens favorecidos encontram uma mulher virtuosa, pois elas são raras. e são ainda mais raras nos dias de hoje,graças à maldição da mulher moderna(musas do verão). Termos aqui nas inspiradas palavras de uma mãe ao seu filho, o Rei Salomão: Pv 31:1. "Homens sábios considerarão a maneira pela qual encontrão uma mulher assim. Mulheres sabias Considerarão o padrão divino de uma grande mulher".

Por. Paulo Emílio Rocha 

segunda-feira, 2 de março de 2015

Sobre meu corpo e a maternagem



f/R fotografia
"Quando digo que o meu corpo jamais será o mesmo, digo (simplesmente) que não sou a mesma e que entendendo que não sou a mesma, fica mais fácil aceitar também um novo corpo. Não há como viver uma transformação pessoal tão intensa, quanto a maternidade, e manter a mesma imagem refletida no espelho. Definitivamente, não há. Não há como esconder a descoberta do amor verdadeiro, a experiência do milagre da vida, a entrega que há em abrigar um ser em nosso próprio corpo. (...)

Sim, a maternidade me trouxe a melhor versão de mim mesma. Assim como nessa mulher (que dá a luz um outro ser) revela-se uma mãe, também nessa mãe revelam-se outras mulheres, outras possibilidades de si mesma. A mim, revelou-se a verdadeira mulher. Quando olhei para o meu filho, pela primeira vez, eu me senti mulher. Antes disso, eu achava que era uma. Hoje eu tenho certeza de que sou."
Goretti Feitosa

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Quando nasce uma mãe?

Quando eu descobri que ia ser mãe, nem acreditava que Deus iria me conceder essa alegria: gerar um ser humano, fazer do meu corpo morada para uma pessoa que depois iria sair dele e simplesmente viver aqui nesse planeta louco, mas completamente maravilhoso!
Não tenho como descrever o que é isso...só passando por essa experiência para entender completamente a grandiosidade da gestação.
Ok, você passa pelas dores do parto (lutei muito para que viesse de forma normal, não deu). E depois que vocês se conhecem, daí essa coisa incrível chamado amor só tende a crescer e você não sabe mais onde termina seu filho e começa você ou vice-versa. 
Coisa de louco essa natureza humana! Essa coisa de ser bicho, igual a todos os mamíferos e ao mesmo tempo ser gente, cheio de falhas e sentimentos.
E quando você pensa que a coisa não pode crescer mais... você começa a amamentar(extrair amor em forma de leite para alimentar sua cria) e a loucura continua... por favor, quando eu falo loucura e coisa, leia-se qualquer coisa gigantesca que você não consegue explicar...
Mas um dia você percebe com muita frustração que você não está sendo suficiente para ele, precisa complementar o peito com leite artificial e você chora, mas não tem o quefazer, é a saúde do seu filho que está em jogo e você tem que fazer esse sacrifício, palavra essa que vai te acompanhar muito daqui pra frente... 
Você começa a dar o complemento, sentindo muito ciúme daquela mamadeira, mas você tenta passar por cima e como resultado vê sua lindeza ficar mais linda ainda...
Passar por vários pediatras até encontrar um que se afine com você é outra coisa que terá que passar, assim como ouvir as recomendações de o que fazer e não fazer com seu filho, as opiniões, os conselhos e as avaliações externas. Mas também verá ele recebendo tanto carinho, tanto amor que o olhar externo deixa de ser invasivo... ah e tem também a dor de ouvir seu choro ao tomar vacina, a felicidade do primeiro sorriso, do primeiro carinho dele em você e uma infinidade de vivências que vão surgindo dia após dia. 
Você quer protegê-lo de tudo e sofre porque sabe que nem sempre conseguirá, você quer que ele se desenvolva como as outras crianças e acima de tudo você quer que nada falte para ele... 
A minha próxima aflição é o retorno ao trabalho... mãe deveria ficar com seu filho exclusivamente durante um ano... nada menos que isso... principalmente quando você alimenta no seu peito... 
E o governo deveria ser obrigado a garantir isso... ter que se afastar do filho no quarto mês de vida dele para voltar a trabalhar é cruel com vc e com ele. Quem vai cuidar? Como vai ser? E se ele chorar sentindo minha falta? E olha que tem mães que precisam voltar antes disso.
Por enquanto é só... vamos vivendo as preocupações, os medos, as alegrias, as descobertas e tudo mais que vier pela frente...
A aventura é grande, está só no começo, e eu tenho em mim toda disponibilidade do mundo para aprender com ele a ser mãe... meu pequeno e grande João Miguel!


Goretti Feitosa

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

2º Encontro de bodysurf Ceará #cabrasdepeito

“Buscamos resgatar com nossos encontros o espírito soul surfer que, muitas vezes, fica ofuscado. Nada mais prático do que reunir as famílias, brincar na praia, pegar ondas e mostrar que surfar antes de qualquer coisa é um estilo de vida.” declara Paulo Emílio, um dos fundadores do clube.O encontro acontece no Lido Brabo, às 8 horas. Para confirmar presença, acesse o evento no facebook.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015









A cada dia uma nova surpresa...
João tem quase 3 meses e preenche o nosso coração de amor, aprendizado,
paciência e luz...
Nos dê sabedoria, Senhor para fazer sempre o melhor pra ele.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Série: Seres do Oceano.

    

A teoria Aquática é parte de uma série de características típicas do ser humano: pele pouco provida de cobertura pilosa, postura ereta, grande quantidade de gordura subcutânea, grande habilidade em respeito à atividades natatórias e de mergulho para enfatizar a possibilidade de existência de uma fase "semi-aquática" na origem dos primeiros hominídeos. Hoje esses seres aquáticos são os Bodysurfers Cabras de Peito.

Bodysurfer: Renato Lima
Foto: Paulo Emílio Rocha - F/R fotografia